Páginas

sábado, 2 de abril de 2011

Design para o fundamental

Que a água é um recurso cada vez mais escasso, é um fato já bastante óbvio. Mas o que às vezes a gente esquece é que, em alguns lugares, ela sempre foi escassa. Uma em cada 8 pessoas no mundo não tem acesso à água potável, e essa é a causa de cerca de 80% das doenças nas regiões subdesenvolvidas.

E aí que eu achei genial a ideia do estudante Jonathan Liow, da Monash University, na Austrália: ele desenvolveu, em seu trabalho de graduação no curso de Design Industrial, um sistema simples e portátil para “criar” água potável até nos lugares mais inóspitos. Trata-se da Solarball, um equipamento de uso amigável e que é capar de produzir até 3 litros de água potável por dia, desde que haja luz solar abundante – perfeito para países como os da África, por exemplo.

Solar Ball 1

O corpo da Solarball absorve a luz solar e faz com que a água suja contida em seu interior evapore. O vapor, que é água pura – e, portanto, potável – é depois coletado e armazenado na própria cápsula da bola.

Solar Ball 3

Claro que ainda há alguns pontos a se considerar, a começar pelo material, que deve ser, além de barato, resistente o suficiente para aguentar a exposição prolongada (e diária) ao sol forte. Outro fator é a capacidade da bola, que é relativamente pequena (seria preciso uma por pessoa).

Mas que a ideia é muito boa e o projeto, promissor, não resta dúvida. Tanto que a Solarball já foi escolhida como finalista do James Dyson Award de 2011 e, segundo o site da Monash University, será apresentada também no Salão do Móvel de Milão. Espero poder vê-la pessoalmente por lá!!

(Via TreeHugger e Monash University)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você tem algo a dizer? Ótimo, escreva aqui!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails