Páginas

terça-feira, 25 de junho de 2013

Design do Bom de casa nova!


Quem acompanha o blog desde o começo sabe que ele surgiu como uma forma de divulgar o bom design. Primeiro para os amigos, e depois para quem mais quisesse ler. Pois bem, pouco mais de três anos se passaram e, embora nos últimos tempos o ritmo das postagens tenha sido mais espaçado, continuo tendo o maior prazer de escrever aqui, com a liberdade de poder mostrar e falar sobre o que me intriga e chama minha atenção. Vou continuar a fazer isso (com mais frequência, espero), mas agora em novo endereço: o Design do Bom passa a ser uma coluna do site da Casa Vogue, revista da qual sou editora desde 2011. Faz todo o sentido, né? Então anotem aí o endereço: http://casavogue.globo.com/Colunas/Design-Do-Bom. Espero a visita de vocês por lá!

terça-feira, 26 de março de 2013

Posturas preciosas

Rose Li_4
Me encantei com as luminárias que o israelense Albi Serfati vai lançar em Milão durante o Salão do Móvel deste ano, de 9 a 14 de abril. Batizada de Rose Li, a coleção tem linhas antropomórficas e foi inspirada nos movimentos do Tai Chi.
Rose Li_1
“Tempos atrás, quando vivíamos em Londres, fazíamos Tai Chi em uma igreja próxima à estação Charing Cross. ‘Cabeça para cima, ombros para baixo’, repetia a professora Rose Li em cada aula, e essas palavras sábias ainda me acompanham”, conta o designer.
Rose Li_2
As linhas minimalistas e o uso sábio dos materiais (estrutura de cobre e base de mogno, para recarga) também aumentam o impacto visual das “posturas” criadas por Serfati.
Rose Li_5
Equipadas com dois LEDs de 3w, as luminárias são recarregáveis e, assim, livres de cabos, podem ser deslocadas para qualquer lugar da casa – ou fora dela. A autonomia é de 2 horas e meia.  Não é para querer já?
Rose Li_3   
(Via Aqua Creations)

segunda-feira, 18 de março de 2013

Toyo Ito é o vencedor do Pritzker 2013

Toyo Ito Pritzker_5

E mais um japonês entra para o rol de premiados do Pritzker, o mais importante prêmio internacional de arquitetura. Depois de Kenzo Tange (1987), Fumihiko Maki (1993), Tadao Ando (1995) e da dupla Kazuyo Sejima and Ryue Nishizawa (2010), agora é a vez de Toyo Ito. Segundo anunciou o júri, o reconhecimento deve-se aos projetos conceitualmente criativos e aos edifícios atemporais criados por Ito. “Nunca fixarei meu estilo arquitetônico e jamais estarei satisfeito com meus trabalhos”, provoca o arquiteto japonês, do alto de seus 71 anos. Inspirador!

Toyo Ito Pritzker_2Mídiateca de Sendai, 1995-2000, Miyagi, Japão (Foto: Nacasa & Partners)

Toyo Ito Pritzker_1Pavilhão da Serpentine Gallery, Londres, 2002 (Foto: divulgação)

Toyo Ito Pritzker_7Matsumoto Performing Arts Centre, Nagano, Japão, 2000-2004 (Foto: Hiroshi Ueda)

Toyo Ito Pritzker_4Edifício da TOD’S Omotesando, Tóquio, 2002-2004 (Foto: Nacasa & Partners)

Toyo Ito Pritzker_6Biblioteca da Tama Art University, 2004-2007, Tóquio (Foto: Tomio Ohashi)

(Via The Pritzker Architectural Prize)

domingo, 10 de março de 2013

Poéticas portas

Walid Raad_1

Linda demais a instalação aérea criada por Walid Raad no Louvre. Por ocasião da inauguração do pavilhão de artes islâmicas, o libanês (radicado em Nova York) foi convidado pelo Louvre a apresentar uma instalação e um vídeo, na miniexpo Préface à la première edition, que está em cartaz e segue até 8 de abril.  A instalação criada por ele é uma espécie de móbile suspenso, onde aparecem desenhos de portas de museus imaginários e universais, cuja sombra é projetada no chão e nas paredes. Poesia pura!

(Foto: Slash)

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Uma imagem para a sexta… (#49)

No clima do 7 de Setembro, um chão de estrelas lindíssimo, criado pela artista sueca Gunilla Klingberg:

A-Sign-in-Space_Gunilla-Klingberg

Batizada de A Sign in Space, a obra é executada com a ajuda de um trator com um molde em forma de rolo, que vai criando uma espécie de estampa na areia da praia. Jeito lindo de se abordar a beleza do efêmero!

(Via WordlessTech)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails